Bem-vindo

Vamos te dar as melhores dicas e te manter atualizado de tudo que há de novo no mercado de Segurança Eletrônica no Brasil e no mundo.

O que faz um técnico em segurança eletrônica?

O que faz um técnico em segurança eletrônica?

5
(2)

No texto de hoje vamos falar mais sobre o trabalho do técnico em segurança eletrônica.

As empresas de segurança eletrônica, dispõem de um quadro de instaladores ou técnicos que garantem um serviço especializado e eficaz no que diz respeito à proteção do patrimônio, seja residencial ou empresarial. O técnico de segurança é fundamental para o manuseio adequado dos equipamentos e correta instalação dos sistemas de segurança.

O profissional de segurança é um especialista dedicado à seleção, instalação, manutenção e reparo de equipamentos de segurança completos. Embora se tenha comentado que são apenas instaladores de alarmes, a verdade é que são profissionais que se dedicam à solução integral de muitos problemas de segurança.

O que faz esse profissional?

As empresas de segurança eletrônica têm instaladores que além da instalação dos sistemas, também aconselham os clientes e os ajudam a tomar as decisões de segurança certas. Na verdade, a presença de profissionais experientes é um dos aspectos que confere credibilidade e prestígio a uma empresa de serviços de segurança.

Embora sua função esteja intimamente ligada ao tratamento de problemas técnicos ou eletrônicos em sistemas de segurança, esses profissionais também são treinados no plano de segurança e os protocolos a serem seguidos durante uma contingência, instalação de alarmes, estudo de segurança e treinamento em segurança para os usuários dos sistemas instalados.

As funções específicas desses técnicos incluem:

  1. * Criar, fornecer e explicar as especificações técnicas e de programação dos equipamentos que são distribuídos por uma empresa de segurança, sejam eles alarmes, câmeras ou sensores de presença.
  2. * Fornecer instruções de instalação para detectores, painéis de controle, sirenes, câmeras, equipamentos de verificação de vídeo, diagramas de conexão, planos de fiação interna, garantias do fabricante e recomendações para o uso de equipamentos de segurança.
  3. * Realizar um diagnóstico ou estudo de segurança com as necessidades de segurança privada presentes em cada imóvel e recomendar os equipamentos mais adequados e os níveis de segurança necessários em cada imóvel, de acordo com a sua formação em segurança .
  4. * Montar e consertar painéis de controle, sensores de segurança, portas e janelas de contato, fiação para sistemas cabeados, cartões de programação e demais equipamentos necessários ao sistema de segurança.
  5. * Conhecer as leis de segurança em vigor na área de instalação e fornecer informações ao usuário sobre elas.
  6. * Ter conhecimento de engenharia e tecnologia e se manter atualizado com os avanços de cada fabricante em seu sistema de segurança com alarmes, câmeras, sensores ou painéis de segurança, de acordo com as necessidades detectadas no estudo de segurança.
  7. * Atender e fornecer informações aos usuários e empresas de segurança em caso de falsos alarmes. Oferecer instruções ao usuário em relação às recomendações para evitar falsos alarmes na propriedade e o protocolo a seguir caso sejam detectados.
  8. * Fornecer informações ao usuário sobre o uso correto de cada um dos dispositivos de segurança instalados em sua propriedade.

Gostou do assunto? Tem alguma dúvida? Então deixe o seu questionamento nos comentários!

Ou se deseja receber uma consultoria especializada, escreva seu nome e e-mail que um profissional capacitado vai entrar em contato com você.

www.supersegbrasil.com.br/nossas-lojas

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Deixe uma resposta

*

code